Cientistas descobrem “gene principal” para uma gravidez bem sucedida

Cientistas descobrem “gene principal” para uma gravidez bem sucedida

Gravidez bem sucedida: Os cientistas criam embriões humanos pela primeira vez no Reino Unido para descobrir um “gene principal” que sustenta as gravidezes bem-sucedidas.

A pesquisa criou enormes “mudanças de jogo” e promete resultados melhorados de fertilização in vitro e um avanço na compreensão de por que tantas gravidezes falham.

A investigação financiada pelo governo, realizada pelo Instituto Francis Crick, é a primeira a provar que a edição de genes pode ser usada para estudar o comportamento genético de embriões humanos nos primeiros dias de vida.

Cientistas descobrem "gene principal" para uma gravidez bem sucedida
Cientistas descobrem “gene principal” para uma gravidez bem sucedida

Se soubéssemos os genes-chave que os embriões precisam desenvolver com sucesso, poderíamos melhorar os tratamentos de FIV e entender algumas causas das falhas na gravidez.

De acordo com a Dr. Kathy Niakan.

Ao remover um gene que produz uma proteína chamada OCT-4, a equipe descobriu que era crucial para uma gravidez bem sucedida.

Além do potencial para uma FIV mais bem-sucedida, a descoberta anuncia uma transformação na compreensão das causas fundamentais da infertilidade e aborto espontâneo.

Aproximadamente um em cada quatro casais é afetado por problemas de fertilidade, e mulheres com menos de 35 anos têm apenas uma chance de 32,2 por cento de um nascimento vivo de uma rodada de FIV e de uma gravidez bem sucedida

As chances diminuíram para 27,7 para as mulheres com idade entre 35 e 37, e para 20,8% para as pessoas com 38 e 39 anos.

A equipe de Francis Crick diz que seu trabalho se destina exclusivamente a entender os estágios iniciais da concepção.

Cientistas descobrem "gene principal" para uma gravidez bem sucedida
Cientistas descobrem “gene principal” para uma gravidez bem sucedida

A Dra. Kathy Niakan, que liderou a pesquisa, disse:

“Uma forma de descobrir o que um gene faz no embrião em desenvolvimento é ver o que acontece quando não está a funcionar.

Agora, nós demonstramos uma maneira eficiente de fazer isso, esperamos que outros cientistas o usem para descobrir os papéis de outros genes.

Se soubéssemos os genes-chave que os embriões precisam desenvolver com sucesso, podemos melhorar os tratamentos de fertilização in vitro e entender algumas causas da falha da gravidez”.

Os cientistas, que estudaram 41 embriões humanos doados por pacientes com IVF, usaram a ferramenta de edição de genes Crispr / Cas9 para fazer cortes precisos no DNA e desativar o OCT-4.

Eles descobriram que OCT-4 pareceu ser necessário para um embrião se tornar um blastocisto, uma pequena bola de 200 células que surge uma semana após a concepção e marca um ponto-chave no desenvolvimento embrionário.

Somente quando um embrião atinge com sucesso o estágio de blastocisto, é possível que se implante no útero.

O estudo, publicado na revista Nature (Setembro de 2017), descobriu que menos de um quinto dos embriões de teste atingiu o estágio de blastocisto sem OCT-4.

Cada vez há mais avanços no sentido de realizar o sonho de tantas pessoas de terem uma gravidez bem sucedida.

Relacionado:

Video de como a FIV funciona super legal | Fertilização in Vitro

10 Mitos Comuns Sobre a FIV Revelados | Fertilidade

Útero artificial poderá ser uma realidade próxima | Onde fica a mulher?

Clomid e Gravidez o que precisa Saber veja as suas Dúvidas Esclarecidas

8 Dicas para aumentar as chances de engravidar eficazes

Print Friendly, PDF & Email

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *