As Metamorfoses físicas na Gestação (1º ao 9ºmês) | Gravidez

Metamorfoses físicas na Gestação: Está grávida parabéns a sua vida está prestes a mudar para sempre, numa questão de meses terá o seu filho nos seus braços.

Com a chegada do bebé irão chegar as dúvidas: Respire fundo tem nove meses para se preparar enquanto espera o seu rebento.

Assim que descobre que está gravida, começa a perceber que alguns sinais físicos que pensava serem da menstruação afinal não eram, mas eram sim sinais de gravidez, as mudanças físicas na gestação já se iniciaram:

  • Tensão nas mamas
  • incómodos na zona abdominal
  • cansaço anormal
  • mudanças de humor
  • e um pequena perda de sangue coincidindo com a data de chegada do período…

Relacionado: Os 13 Primeiros Sintomas De Gravidez | Saiba quais são

Mas a menstruação não irá chegar, o seu bebé está a começar a se desenvolver dentro de si. Vamos fazer esta viagem de nove meses e falar sobre as todas as mudanças que irão correr consigo durante a gravidez.

As Metamorfoses físicas na Gestação (1º ao 9ºmês)

As Metamorfoses físicas na Gestação: Primeiro Trimestre

Metamorfoses físicas na Gestação
Metamorfoses físicas na Gestação – Fonte da imagem maemequer.pt

A gestação é um processo único, existe uma espécie de diálogo entre dois organismos, mãe e filho, com dotações genéticas diferentes. 

Para que se dê uma boa comunicação e corra de forma fluida, sem altos nem baixos, durante os nove meses é necessário um consenso: Se assim não forma o corpo na mulher e o seu sistema imunitário, considera o feto como um intruso e vai o expulsar.

Relacionado: Novo exame de sangue promete prever aborto e nascimento prematuro

Felizmente na maioria das vezes o dialogo estabelece-se de forma correta, e o óvulo fecundado consegue e a mulher produza estrogênio e progesterona, as hormonas necessárias para que a gravidez seja viável.

Por volta da 10 senama de gravidez, já existem um “ninho” confortável, criado especificamente para si com um orgão chamado de placenta.

As Metamorfoses físicas na Gestação:Placenta

A placenta e a estrela da gravidez.

Através dela o feto recebe o oxigênio e os nutrientes necessários para crescer, e em simultâneo elimina as substâncias residuais que passam para o sangue materno, para serem excretadas pelos rins.

Mas não são só estas as funções da placenta:

  • Responsável pela produção das hormonas da gravidez (estrogênio e progesterona), que são quem provocam as alterações físicas na gravidez. Durante nove meses protegem o seu filho, evitam que o útero se contraia antes do tempo o que iniciaria o parto. Estimulam o desenvolvimento das glândulas mamárias para poder dar de mamar.

A localização, forma e estrutura da placenta são de enorme importância, daí a cada consulta de controlo de gravidez o obstetra é avalia-a.

Com o passar dos meses a sua posição pode variar, por exemplo:

É provável que apareça na zona baixa na primeira ecografia, depois o útero cresce para a parte inferior e a placenta acaba a ocupar uma posição média.

As Metamorfoses físicas na Gestação:Duas gestações em “simultâneo” cabeça e ventre

O seu estado de espírito também mostra os sinais da gravidez.

As dúvidas vem e vão, interroga-se se realmente queria a gravidez, se está preparada, se irá saber cuidar do seu bebé. Mas vai ter bastante tempo para se ocupar dessas questões e dúvidas, e todas as que forem surgindo.

O cansaço, sonolência são consequências também da ação das hormonas, e obrigam-a a refugiar-se em si mesma, e a desligar-se do que a rodeia. Muitos especialistas em psicologia da gravidez, consideram este processo como mais um passo na direção de ser mãe.

Esses mesmo especialistas falam de duas gestações paralelas: 

  • Gestação que ocorre no ventre
  • Gestação que ocorre a nível mental e que ocupa os seu pensamentos

Esta necessidade de repouso é necessária e tem benefícios para o seu bebé que necessita de muita energia, enquanto você descansa o bebé esta muito atarefado, a consumir todos os recurso energéticos para formar os seus orgãos e crescer a grande velocidade.

As Metamorfoses físicas na Gestação: Segundo Trimestre

Metamorfoses físicas na Gestação
Metamorfoses físicas na Gestação – Fonte da imagem maemequer.pt

Entre o 4º e 7º mês de gestação começa o divertimento, a incerteza é substituída pelas alegrias reveladas nas ecografias: já viu o seu bebé mexer-se, ele está bem e o medo de perder o bebé desapareceu.

Pensa muito no seu filhote e fala já abertamente da sua gravidez e do que viu nas ecos, diverte-se a comprar a roupa para si de gravida e para o seu bebé. 

No inicio do 4º mês a cintura desaparece por completo e o útero ate então alojado na pélvis começa a sobressair. Conforme se desloca para a cavidade abdominal deixa de pressionar a bexiga, aliviando as corridas para o xixi.

Também irá diminuir o cansaço dos primeiros meses, assim como as náuseas e os medos, e o humor começa a melhorar.

Relacionado: Enjoo na gravidez | 4 dicas para combater o enjoo matinal

As Metamorfoses físicas na Gestação: Primeiros sinais do feto

Os movimentos do feto começam a sentir-se a partir do 4º mês de gravidez, ainda que na primeira gestação leve um pouco mais de tempo a sentir.

No início tem a sensação de que algo percorre o seu ventre, até que não tem mais dúvidas é mesmo o seu bebé a mexer.

E agora tem um novo divertimento e ocupação: assim que comece a sentir os movimentos com clareza, deverá constatar dia após dia, que a sua atividade não se detém. 24h sem sentir o seu bebé é motivo para ir logo ao obstetra. 

No entanto, conforme a gestação progride o bebé passar a ter cada vez menos espaço para exercitar os músculos, ira notar que os pontapés diminuem e começa a ter deslocamentos mais suaves, de um lado para o outro do abdomem, outras vezes parece que se esta a esticar com as mão e pés.

Em suma: os movimentos podem mudar, mas nunca cessam.

As Metamorfoses físicas na Gestação: Incómodos típicos das grávidas

O seu corpo continua a sofrer mudanças na gestação e a fazer adaptações à mesma, que são fundamentais para o desenvolvimento do bebé, mas com isso também vêm incômodos.

Em primeiro, o aumento do tamanho do útero faz com que o centro de gravidade se desloque, para manter o equilíbrio, a gravidade adota uma postura que leva ao arqueamento das costas, sobre tudo na zona lombar.

relacionado: Dor nas Costas e Pélvica Durante a Gravidez | Quais as Razões

E por seu turno, as hormonas da gravidez promovem o relaxamento muscular, que afeta também os ligamentos das vértebras. 

Isto para que o corpo se possa adaptar ao crescimento do bebé e para o momento do parto, mas também leva a que se fique com postura incorreta, que ira levar às dores nas costas conforme a barriga cresce.

Nos últimos meses o útero desloca-se para cima e irá fazer pressão sobre as costelas, o que consequentemente leva a que os músculos e nervos entre elas sejam comprimidos, sendo assim, possível que sinta incômodos nesta zona. Podendo ter uma desagradável sensação de como se tivesse um cinto apertado ao redor do peito.

Relacionado: Calendário da Gestação de Embrião ao Nascimento | Gravidez

A dor ciática é outra maleita comum nestes meses, porque o útero conforme vai crescendo vai pressionando o nervo ciático.

O que fazer? 

É mesmo acustumar-se e adoptar posturas que tenham o máximo de conforto, tente manter uma postura adequada enquanto faz as suas tarefas diárias.

(continua na próxima página)

Print Friendly, PDF & Email

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *